Mulher Idosa: liberdade, protagonismo e encargo

Autores

  • Maria das Graças Cunha Gomes UFES

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v2i2.954

Resumo

Este artigo tem como objetivo desenvolver reflexões sobre a busca de inserção de mulheres nos espaços associativos, como forma de usufruto da liberdade que afirmam enfim, haver conquistado. A problematização passa pelas novas demandas que se colocam na ordem societária para uma população que envelhece e particularmente para as mulheres que ensaiam vôos libertários, limitados pelo pesado ônus de continuar cuidando da família. O trabalho é parte de uma pesquisa realizada junto a mulheres idosas participantes de atividades associativas na região metropolitana da Grande Vitória-Espírito Santo. O resultado da pesquisa aponta para novas possibilidades de expansão do universo social da mulher, limitado pela infinidade de encargos que ainda lhes são atribuídos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria das Graças Cunha Gomes, UFES

Assistente Social, mestre em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo, doutora em Serviço Social pela PUC-Rio. Professora adjunta do Departamento de Serviço Social da   UFES. Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre o Envelhecimento e Assessoramento à Pessoa Idosa-DSS/UFES

Downloads

Publicado

2011-02-26

Como Citar

Gomes, M. das G. C. (2011). Mulher Idosa: liberdade, protagonismo e encargo. Argumentum, 2(2), 189-200. https://doi.org/10.18315/argumentum.v2i2.954

Edição

Seção

Artigos Temáticos