Pobreza no Brasil e na América Latina: concepções restritas sobre realidades complexas

Autores

  • Camila Potyara Pereira NEPPOS/CEAM/UnB
  • Álvaro André Santarém Amorim (GESST/SER/IH/UnB)

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v2i2.949

Resumo

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} @font-face {font-family:"Palatino Linotype"; panose-1:2 4 5 2 5 5 5 3 3 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-536870265 1073741843 0 0 415 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0cm; margin-right:0cm; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Times New Roman","serif"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-font-family:Calibri; color:black; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt;} @page WordSection1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.WordSection1 {page:WordSection1;} --> Este artigo visa contribuir com o debate em torno da pobreza absoluta, ou extrema, no Brasil e na América Latina. Para tanto, parte da discussão teórica concernente aos distintos conceitos de pobreza e indigência e às principais metodologias de cálculo e estimativa do número de miseráveis na atualidade. Mediante análise conceitual e comparação com os dados coletados, conclui que, a despeito de pequenas variações metodológicas entre os mais influentes centros de pesquisa nacionais e internacionais, estes cálculos consideram a renda como único indicador do nível de miséria e das possibilidades políticas de alívio desta situação. Além disso, as estatísticas oficiais retratam um cenário que não traduz fielmente as condições sociais da população latino-americana. Por consequencia, as principais formas de intervenção estatal no combate ou redução da pobreza extrema caracterizam-se por serem emergenciais, focalizadas, regressivas e desvinculadas da noção de direito social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Álvaro André Santarém Amorim, (GESST/SER/IH/UnB)

Bacharel em Administração, Especialista em Docência do Ensino Superior, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade de Brasília (PPGPS/SER/IH/UnB). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Seguridade Social e Trabalho (GESST/SER/IH/UnB).

Downloads

Publicado

2011-02-26

Como Citar

Pereira, C. P., & Amorim, Álvaro A. S. (2011). Pobreza no Brasil e na América Latina: concepções restritas sobre realidades complexas. Argumentum, 2(2), 132-148. https://doi.org/10.18315/argumentum.v2i2.949

Edição

Seção

Artigos Temáticos