Linguagem videográfica: a retomada da produção audiovisual capixaba na década de 1980, no curso de Comunicação da Ufes

Autores

  • Ernandes Zanon Guimarães Universidade Federal do Espírito Santo
  • Ângela Grando Bezerra Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Comunicação. Linguagem. Vídeo. Audiovisual

Resumo

Este trabalho é um recorte da pesquisa de dissertação junto ao Programa de PósGraduação em Artes, Mestrado, da Ufes. Desta forma, ainda em construção, a pesquisa enfoca o surgimento da linguagem videográfica, nos anos 1980, em Vitória/ES, no período compreendido entre os anos de 1986 a 1989, quando ocorre as primeiras experimentações com o vídeo, possibilitadas com a aquisição de um aparelho de videocassete e uma câmera Betamax, pelo curso de Comunicação da Ufes, iniciando-se a partir dai a produção de uma série de vídeos de registros do que acontecia na Universidade, e dos primeiros projetos de vídeos documentários e de ficção. Nessa efervescência produtiva, começa o primeiro ciclo videográfico que retomou a produção audiovisual capixaba, estagnada desde o fim dos anos 1970. Nesse sentido, evidencia-se que a produção videográfica surgida na década de 1980, no curso de Comunicação, provocou também uma inovação na produção audiovisual capixaba, estabelecendo uma nova forma de produção que não pode ser chamada de cinematográfica, que se dá na fronteira entre vídeo e cinema como uma experiência híbrida/experimental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ernandes Zanon Guimarães, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) - Ufes

Ângela Grando Bezerra, Universidade Federal do Espírito Santo

Professora orientadora do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) - Ufes

Referências

BENTES, Ivana. Vídeo e cinema: rupturas,reações e hibridismo. In: MACHADO,Arlindo.Made in Brasil: três décadas do vídeo brasileiro. São Paulo: Iluminuras/Itaú Cultural, 2007.

CARMINATI, Cleber. Rumo ao audiovisual: os anos 80 entre o cinema e o vídeo. In: OSÓRIO, Carla (Org.). Catálogo de filmes: 81 anos de cinema no Espírito Santo. Vitória: ABD&C/ES, 2007.

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

MACHADO, Arlindo. A arte do vídeo. São Paulo: Brasiliense, 1988.

______Videoarte: uma poética aberta. In: MACHADO, Arlindo (org.). Made in Brasil: três décadas do vídeo brasileiro. São Paulo: Itaú Cultural, pp. 51-59. 2003.

RUSH, Michael. Novas mídias na arte contemporânea. Tradução: Cássia Maria Nasser. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

SANTAELLA, Lucia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

VIEIRA JUNIOR, Erly. SESC. Centro Cultural Sesc Glória. Plano Geral — Panorama histórico do cinema no Espírito Santo. 1. ed. Vitória, 2015. Disponível em: <https://issuu.com/sescgloria/docs/issuu>. Acesso em: 10 mai. 2019.

Downloads

Publicado

2020-06-01