Performance e Comunicação: práticas culturais afrocapixabas como dispositivos para ações expressivas e comunicacionais

Autores

  • Sara Passabon Amorim Universidade Federal do Espírito Santo
  • Daniela Zanetti Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

performance, comunicação, cultura afro-capixaba.

Resumo

Esse estudo é uma pesquisa de pós-doutorado vinculado ao Programa de Comunicação e Territorialidade iniciado no mes de novembro de 2019. Oobjetivo principal é desenvolver um laboratório de experimentações performaticas e estéticas, em que serão observadas, avaliadas e descritas as ações expressivas desenvolvidas pelos participantes desse laboratório, no campo da comunicação. As culturas afro-capixabas e suas variantes, em especial, as performances bantu serão os dispositivos potencializadores desse laboratório.O estudo aqui apresentado terá como base metodológica a pesquisa qualitativa. Abordaremos nesse estudo um diálogo entre teoria e prática com abrangência interdisciplinar – dos estudos comparativos, da investigação histórica, e documental – buscando nos teóricos e críticos opiniões e conceitos que possam facilitar o entendimento do trabalho de investigação, e do objeto abordado no campo da comunicação e interface com os estudos das performances expandidos a cultura e a antroplogia. Visando soluções viáveis pretende-se chegar ao final desse estudo com conhecimentos expandidos, às questões da representatividades, visibilidades e subjetividades, localizando as potencias comunicacionais das culturas negras e afrocapixabas na sociedade contemporanea. Assim no final desse trabalho pretende-se ter contribuído com o programa de pos-graduação comunicação e territorialidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Passabon Amorim , Universidade Federal do Espírito Santo

Pós-doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (Póscom) – Ufes

Daniela Zanetti, Universidade Federal do Espírito Santo

Professora orientadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (Póscom) – Ufes

Referências

AMORIM, Sara Passabon. A Performance bantu do caxambu entre a ancestralidade e a contemporaneidade.1.ed Vitória–ES: Editora Cousa, 2017.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 2.ed. São Paulo: Edusp, 1998.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Editora 34,2005.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença. O que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Contraponto; Editora PUC-Rio, 2010.

HUAPAYA, Cesar. Estética e Performance: dispositivos das artes e das práticas performativas. Vitória-ES: Ed. Grupo de teatro Experimental Capixaba; NPATUFES, 2017.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. 64 p. Stuart Hall (2006), HOOKS, Bell. Olhares negros: raça e representação. São Paulo: Elefante, 2019. PRADIER, Jean-Marie. Ethnoscénologie, manifeste. In: Théâtre-Public 123, maiojunho,1995, pp. 46- 48. __________________. Etnocenologia. In: BIÃO, Armindo e GREINER, Christine. Etnocenologia: textos selecionados. São Paulo: Annablume, 1999.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

SCHECHNER, Richard. Between theater and anthropology. Philadelphia: TheUniversity of Pennsylvania Press, 1995.

___________________. Performance: teoria y practicas interculturales. BuenosAires: Rojas: UBA, 2000.

___________________. Performance e antropologia de Richard Schechner. In Z.Ligiéro ( Org.). Rio de Janeiro: Mauad,2012.

TURNER, Victor. O Processo ritual: estrutura e anti-estrutura. Petrópolis: Vozes,1974.

______________. From ritual to theatre: the human seriousness of play. New York:PAJ Publications, 1982.

______________. The anthropology of performance. New York: PAJ Publication,1987.

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. 2. ed. São Paulo: Cosac Naify,2007.

Downloads

Publicado

2020-06-01