Violência contra a mulher:O macho cria o mundo e o mundo cria o macho

Autores

  • Rosely Maria da Silva Pires Universidade Federal do Espírito Santo
  • Rosemery Casoli Universidade Federal do Espírito Santo
  • Olavo Silva Pires Universidade Federal do Espírito Santo
  • Roberta Susano Gouvea Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Violência contra a mulher. Machismo. Misoginia.

Resumo

Este certame apresenta uma relação entre a violência praticada contra mulheres e a construção da misoginia criada por um mundo machista. Nossa estratégia tem como chave de análise o espelhamento entre o julgamento de Adolfo Eichmann, um dos grandes responsáveis pelo genocídio de judeus, e o julgamento de agressores de mulheres. A primeira questão trabalhada será a de que a violência não é contra a mulher, mas contra a humanidade perpetrada no corpo feminino; a segunda é o questionamento do lugar do Estado neste processo de violência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosely Maria da Silva Pires, Universidade Federal do Espírito Santo

Professora orientadora do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) - Ufes

Rosemery Casoli, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) - Ufes

Olavo Silva Pires , Universidade Federal do Espírito Santo

Estudante do curso de graduação em Educação Física - Ufes

Roberta Susano Gouvea, Universidade Federal do Espírito Santo

Estudante do curso de graduação em em Direito - Ufes

Referências

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém. Tradução José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

MURARO, Rose Marie. Introdução do livro de KRAMER, Heinrich; SPRENGER, James. O martelo das feiticeiras. 24° ed. Rio de Janeiro: Editora Rosa dos Tempos, 2014. Ed. Original 1487.

MURARO, Rose Marie. Por uma nova ordem simbólica,. Folha de São Paulo, 2001.

Downloads

Publicado

2020-06-01