Corpo Transgressor Feminino:um diálogo voltado ao fortalecimento da mulher usando teorias para limpar as sujeiras invisíveis deixadas pela violência doméstica

Autores

  • Rosemery Casoli Universidade Federal do Espírito Santo
  • Aissa Afonso Guimarães Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Mulher. Violência doméstica. Enfrentamento.

Resumo

Este resumo expandido é um estudo sobre o fortalecimento feminino, e parte da relevância e da necessidade em verbalizar sobre a violência doméstica cometida contra a mulher. Para justificar essa temática usamos dados estatísticos retirados do Atlas da Violência 2019, o qual traz uma relação informativa sobre os vários tipos de violências cometidas no Brasil, dentre elas, as violências praticadas contra mulheres. Os desafios das mulheres e suas lutas são contínuos, buscam ainda a estabilização dos opostos e a sua desvinculação da imagem objetificada. Essa busca tão atual tem como eco a busca de outras que sentiram na pele a necessidade de uma valorização em prol das mulheres. Por entender que resultados positivos neste enfrentamento, podem ser obtidos também, a partir das teorias que encontramos no nosso percurso de pesquisa para conceituar o nosso trabalho de mestrado, ousamos aqui, demarcar o lugar de fala de uma mulher que vivenciou as atrocidades da violência doméstica e que fez das teorias suas parceiras de enfrentamento na “limpeza das sujeiras invisíveis” deixadas pelas violências sofridas. Para conceituar esta proposta de estudo, dialogamos com autoras que explicitam em suas teorias, conceitos de transgressão às normas hegemônicas masculinas que legitimam, ainda hoje, a violência doméstica praticada contra a mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosemery Casoli, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) - Ufes

Aissa Afonso Guimarães, Universidade Federal do Espírito Santo

Professora orientadora do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGA) - Ufes

Referências

BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo: I fatos e mitos. 4a ed. Trad. MILLIET, Sérgio. Cp. LEMOS, Fernando. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, p. 6 – 23. 1970.

BRASIL, Atlas da violência 2019. Organizadores: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Brasília: Rio de Janeiro: São Paulo: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 2019. ISBN 978-85-67450-14-8.http://www.ipea.gov.br/portal/index.phpoption=com_content&view=article&id=34784&Itemid=432. Acessado em: 28/10/19

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Belo Horizonte (MG): Letramento. 2017.

SAFFIOTI, Heleieth I. B. “Violência de gênero no Brasil atual”, Estudos Feministas, vol. 2, 2004.

Downloads

Publicado

2020-06-01