O corpo da cineasta: autoinscrição no cinema feminista experimental e de vanguarda (1960-1970)

Autores

  • Luana Cabral Universidade Federal Fluminense
  • Marina Cavalcanti Tedesco Universidade Federal Fluminense

Palavras-chave:

Autoinscrição, Cinema Feminista, Corpo no cinema, Teoria Feminista do Cinema

Resumo

Mapearemos, neste trabalho, as relações entre a teoria feminista dos anos 1960-1970 e o cinema feminista experimental e de vanguarda desse período, identificando, sobretudo a partir do conceito de "autoria performática” (Cecilia Sayad), a autoinscrição da realizadora no filme como um denominador comum a algumas dessas obras. A metodologia empregada, de caráter qualitativo, baseiase, além da análise contextual, numa análise fílmica textual e na consulta de
fontes bibliográficas. Faremos, por fim, um breve estudo comparado entre as políticas de autoinscrição do corpo e da sexualidade observadas nos objetos fílmicos analisados com o objetivo de compreender as diferenças narrativas e estéticas presentes nos distintos usos dessa estratégia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Cabral, Universidade Federal Fluminense

Mestranda do do Programa de Pós-Graduação em Cinema e Audiovisual (CINEVI) - UFF

Marina Cavalcanti Tedesco, Universidade Federal Fluminense

Profª Drª Marina Cavalcanti Tedesco Universidade Federal Fluminense – UFF 

Referências

BERNADET, Jean-Claude. O autor no cinema. A política dos autores: França - Brasil - anos 1950 e 1960. 2 ed. atualizada. São Paulo: Edições Sesc São Paulo,2018. e-PUB.

HOOKS, Bell. Black looks: race and representation. Boston: South End Press, 1992.

MAYNE, Judith. Female Authorship Reconsidered. In: Woman at the Keyhole: Feminism and Woman’s Cinema. Indiana University Press: Bloomington and Indianapolis, 1990.

MCCABE, Janet. Feminist film studies: Writing the woman into cinema. Wallflower; Columbia University Press: Nova York, 2004. Ebook. E-ISBN 978-0-231-50300-6.

MULVEY, Laura; ROGERS, Anna Backman (orgs). Feminisms: Diversity, Difference, and Multiplicity in Contemporary Film Cultures. Amsterdam University Press: Amsterdã, 2015.

PISCITELLI, Adriana. Re-criando a (categoria) mulher? In: Cultura e Gênero. Laboratório Interdisciplinar de Estudos do Gênero – LIEG: Campinas, 2001.

Disponível em: http://www.culturaegenero.com.br/download/praticafeminina.pdf. Acesso em 07/09/2019.

SAYAD, Cecilia. Performative authorship: self-inscription and corporeality in the cinema. London: I.B.Tauris & Co., 2013.

Downloads

Publicado

2020-06-01