A Rádio Pública e a Democracia

Autores

  • Ivana Sonegheti de Mingo Universidade Federal do Espírito Santo
  • Edgard Rebouças Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Rádio, rádio pública, sistema público de comunicação, democracia.

Resumo

Observando a radiodifusora estatal vinculada ao Governo do Estado do Espírito Santo, o presente trabalho analisa aspectos da emissora relacionados à radiodifusão pública. Tendo como base teórica as reflexões críticas propostas a partir do ponto de vista da economia política da comunicação, o trabalho busca entender, historicamente, quais interesses são priorizados pela emissora que é pública, gerida pelo Estado, mas atua em um ambiente pressionado pelas demandas mercadológicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivana Sonegheti de Mingo, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (Póscom) – Ufes

Edgard Rebouças, Universidade Federal do Espírito Santo

Professor orientador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (Póscom) – Ufes

Referências

CURADO, Camila Cristina; DEL BIANCO, Nelia Rodrigues. O Conceito de Radiodifusão Pública na visão de pesquisadores brasileiros. Intercom: Foz do Iguaçu, 2014

WOLTON, Dominique. Pensar a comunicação. Brasília: UnB, 2004. Traduzido por Zélia Leal Adghirni. Tradução de Penser la communication. Paris: Flammarion, 1997.

RADIO ESPÍRITO SANTO. Site <>

RAMOS, Murilo César. Entrevista A Hegemonia do Privado sobre o Estado. Mídia Com Democracia, n. 7, Fev. 2008, disponível em .

UNESCO. Public Broadcasting. Why? How? 2001.

MIÈGE, Bernard. As indústrias culturais e mediáticas: uma abordagem sócioeconômica. MATRIZes, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 41-54, 2007.

Downloads

Publicado

2020-06-16