Veganismo e eleições 2018: Estudo netnográfico do canal Fábio Chaves

Autores

  • Daniel Rossmann Jacobsen Universidade Federal do Espírito Santo
  • Daniela Zanetti Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

YouTube. Veganismo. Política. Comunicação. Cibercultura

Resumo

Esta pesquisa investiga as interações da comunidade vegana na plataforma YouTube a fim de entender como esse grupo se posicionou diante da emergência da polarização política vivida no Brasil durante as eleições de 2018. Com foco no estudo netnográfico do canal Fabio Chaves no segundo semestre de 2018, descobriu-se que não apenas a comunidade do canal consumiu os vídeos e se manifestou diante deles, mas também uma grande massa de atores-rede que, atraída pelo assunto político discutido, interagiu através de reações e comentários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Rossmann Jacobsen, Universidade Federal do Espírito Santo

Estudante do curso de graduação em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo – Ufes

Daniela Zanetti, Universidade Federal do Espírito Santo

Professor orientador do Programa de Graduação em Comunicação Social – Ufes

Referências

ADAMS, Carol J. The Pornography of Meat . New York; London: Continuum, 2003.

ADAMS, Carol J. A Política Sexual da Carne : uma teoria feminista-vegetariana. Tradução Cristina Cupertino. 2. ed. São Paulo: Alaúde, 2018.

KOZINETS, Robert V. Netnografia : realizando pesquisa etnográfica online. Tradução Daniel Bueno. Porto Alegre: Penso, 2014.

SIMONSEN, Rasmus Rahbek. A queer vegan manifesto. Journal for Critical Animal Studies , vol. 10(3), p. 51-81, 2012. Disponível em:

< https://animalstudiesrepository.org/acwp_aafhh/8/ >. Acesso em 10 out. 2019.

ZANINI, Débora. Etnografia em mídias sociais. In: SILVA, Tarcízio; STABILE, Max (Orgs.). Monitoramento e pesquisa em mídias sociais : metodologias, aplicações e inovações. São Paulo: Uva Limão, 2016.

Downloads

Publicado

2020-06-01