Estudo da troca de calor em oleodutos terrestres

Autores

  • Isabela Braga Pereira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Hugo Candia Saad Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP
  • Oldrich Joel Romero Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.21712/lajer.2014.v1.n1.p70-81

Resumo

Ferramentas computacionais de simulação de escoamento multifásico em dutos de transporte de petróleo são de grande importância para determinação da viabilidade econômica da produção em campos petrolíferos. O presente artigo apresenta a modelagem matemática e numérica do escoamento bifásico de petróleo em um duto onshore parcialmente submerso. O comportamento bifásico do óleo pesado de 13,2 ºAPI é traduzido pela correlação de Dukler. A viscosidade do óleo é considerada dependente da temperatura e da densidade API do óleo mediante a correlação de Hossain. O duto transporta o petróleo desde uma estação coletora até um centro de armazenamento e é formada por três trechos. O primeiro e terceiro trechos são não aterrados e estão em contato com o meio ambiente externo. O trecho intermediário é assentado no leito de um rio e é a parte crítica do oleoduto, pois, elevadas perdas de calor são observadas. A influência de diferentes diâmetros do duto nos gradientes de pressão e de temperatura foi analisada com o auxílio do software Pipesim®.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-02-05

Edição

Seção

Artigos