https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/issue/feed Revista Farol 2021-01-19T19:48:14+00:00 Angela Grando angelagrando@yahoo.com.br Open Journal Systems <p>A Revista Farol é uma publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Arte da Universidade Federal do Espírito Santo. Como periódico da área de Artes, esta revista apresenta-se como um espaço complementar de disseminação da produção teórica sobre arte moderna e contemporânea, História da Arte e pesquisas relacionadas a esses campos.</p> https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/30925 Curadoria Online de Videodanças 2020-06-12T19:26:12+00:00 Sarah Ferreira sarah.rinha@gmail.com <p>Este artigo analisa as mediações construídas pelos processos curatoriais do canal de pesquisa on-line VIDEODANÇA+ a partir de meu papel enquanto curadora e também considerando minhas experiências como criadora, oferecendo pistas para pensarmos as políticas e estratégias de ensino desta forma de arte.&nbsp;As reflexões aqui expostas sobre a curadoria on-line dos arquivos digitais de videodança são fundamentadas nos escritos das autoras Sueli Rolnik (2011) e Gisele Beiguelman (2011) entre outros que perfazem um recorte teórico que tem caráter interdisciplinar, contemplando as tecnologias, a filosofia e psicanálise para contextualizar a dança da curadora com os mecanismos de busca da internet, num pas de deux com os algoritmos.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Sarah Ferreira https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/29115 Monet, Tecnologias ópticas e Antropoceno 2020-07-13T13:44:25+00:00 Ruy Cézar Campos Figueiredo czr.campos@gmail.com <p>O artigo insere performativamente citações de Vilém Flusser sobre o vento para as relacionar com a ausência de som no vídeo <em>A Chegada de Monet </em>e para refletir sobre o clima contemporâneo e sua relação com o impressionista Claude Monet. Permitindo o vento atravessar o texto de maneira inusitada, apresenta-se um argumento que encara transversalmente Monet, pintor impressionista e cabo de fibra óptica que conecta a Flórida, o Ceará e São Paulo. Resulta do artigo um pensamento que envolve o clima contemporâneo, o fazer artístico e o fazer científico.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ruy Cézar Campos Figueiredo https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/31262 Bienal 12 Online 2020-07-13T14:03:52+00:00 Rittieli Quaiatto rittieliquaiatto@gmail.com <p>Este artigo propõe uma reflexão, com abordagem crítica, sobre as estratégias de mediação utilizadas pela Bienal 12 Online para se manter ativa durante a pandemia do Coronavírus. Ao analisar as ações desenvolvidas pelo evento, tem<strong>-</strong>se como objetivo contribuir para pensar e discutir os modos de aproximação com o público, utilizados em exposições/eventos de arte contemporânea. Após o fechamento de diversos espaços culturais, faz-se necessário apontar os modos de funcionamento da Bienal 12, enquanto espaço que resiste durante esse período.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Rittieli Quaiatto https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/32846 Processos educacionais nos museus de arte contemporânea 2020-10-14T16:05:46+00:00 Elisa de Noronha Nascimento elisa_nr@yahoo.com Louise Palma louisepalma@gmail.com <p>Este artigo apresenta-se como um contributo para a reflexão sobre processos educacionais nos museus de arte contemporânea. Para tanto, discorre-se sobre alguns contextos e conceitos que emergem com os movimentos democráticos no âmbito dos museus e com a mudança de foco da prática artística – e também curatorial –, movida pela Viragem Educacional. Analisa-se ainda a obra do artista colombiano Nicolás Paris no sentido de tornar mais complexo o entendimento sobre as conexões entre educação e arte e os processos educacionais que podem existir em tais instituições.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Elisa de Noronha Nascimento, Louise Palma https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/32850 Cotidiano, corpo e processos de subjetivação na espiral poética de Rubiane Maia 2020-10-12T14:18:13+00:00 Lindomberto Ferreira Alves lindombertofa@gmail.com <p>O artigo investiga como que corpo, cotidiano e processos de subjetivação são agenciados nos processos artísticos de Rubiane Maia. Persegue-se, aqui, a hipótese de que esses três verbetes se constituem como eixos norteadores dos deslocamentos poéticos explorados no decurso dos seus primeiros dez anos de carreira. Busca-se situar em perspectiva suas intenções poéticas de indissociação entre vida e obra – tendência que, em Rubiane Maia, parece conduzi-la à afirmação de um horizonte mais expansivo de relações entre a arte e a vida.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Lindomberto Ferreira Alves https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34023 Revisiting Black Mountain College 2021-01-19T16:32:58+00:00 Dorothee Richter ufes.colartes@gmail.com <p>Every art university wants to give its graduates the greatest opportunities after graduation, as artists, curators, actors, conductors, musicians, designers, filmmakers, or dancers. How to get from A to Z in this project is based on the respective creativity concept. Do you want to equip the students with management knowledge in order to pave their way into the creative industries? Do you want to provide them with expertise in their field, or is critical thinking required above all, as well as the ability to cooperate that enables students to survive in an extremely complex world?</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dorothee Richter https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34024 Revisitando Black Mountain College 2021-01-19T16:42:12+00:00 Dorothee Richter ufes.colartes@gmail.com <p>Toda universidade de arte deseja dar aos seus graduados as melhores oportunidades após a graduação, seja como artistas, curadores, atores, maestros, músicos, designers, cineastas ou dançarinos. Como ir de A até Z neste projeto tem relação com o conceito de criatividade de cada instituição. Você quer dar aos estudantes conhecimentos de gestão para abrir caminho para as indústrias criativas? Deseja fornecer-lhes experiência em seu campo, ou é necessário acima de tudo um pensamento crítico, bem como a capacidade de cooperação que lhes permita sobreviver em um mundo extremamente complexo?</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Dorothee Richter https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34032 Arte, formação e transformação na trajetória de três artistas brasileiros contemporâneos 2021-01-19T19:36:51+00:00 Regina Johas ufes.colartes@gmail.com Jorge Menna Barreto ufes.colartes@gmail.com Graziela Kunsch ufes.colartes@gmail.com Fábio Tremonte ufes.colartes@gmail.com <p>Arte, formação e transformação são as linhas de fuga das entrevistas realizadas a três artistas brasileiros contemporâneos: Jorge Menna Barreto, Graziela Kunsch e Fábio Tremonte. A obra de Jorge Menna Barreto desenha possibilidades para respondermos essa pergunta. Instaurando-se nas fronteiras entre arte e vida, seus projetos, entrelaçados com uma forte vocação educativa, tratam o pensamento poético e artístico a partir das noções de diversidade e florestidade.&nbsp;O caráter formador e transformador da arte é também determinante para a artista, ativista, professora e pesquisadora Graziela Kunsch. Sua produção relaciona-se intimamente com contextos político-sociais e permite refletir sobre as possibilidades de se aportar mudanças à sociedade, uma vez que promove questionamentos capazes de incitar transformações sociais. Fábio Tremonte fala de suas proposições artísticas e de um “fazer-junto” em tempos de pandemia. Partindo da sua experiência prévia da Escola da Floresta, em que propõe uma ecologia de saberes como contraponto ao domínio epistemológico vindo do norte, o artista explica seus novos projetos.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Regina Johas, Jorge Menna Barreto, Graziela Kunsch, Fábio Tremonte https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34033 A dimensão educativa da arte 2021-01-19T19:44:58+00:00 Regina Johas ufes.colartes@gmail.com Stela Sanmartin ufes.colartes@gmail.com <p>Vivemos hoje num mundo tomado por incertezas: aprofundamento da desigualdade, iminência da morte, pandemia; desestabilização ambiental e dos habitats (a natureza suportará essa degradação?); presença digital versus a presencialidade (voltará a haver convivência em que os corpos possam se tocar?). E um cenário distópico de um mundo dominado por uma epistemologia dominante, apoiada em três pilares: capitalismo, colonialismo (racismo) e o patriarcado (sexismo). [...]</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Regina Johas, Stela Sanmartin https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34027 Um breve relato sobre o Ateliê Fidalga e o Projeto Fidalga 2021-01-19T18:56:12+00:00 Sandra Cinto ufes.colartes@gmail.com Albano Afonso ufes.colartes@gmail.com <p>Os artistas Sandra Cinto e Albano Afonso relatam sobre a transformação do grupo de estudos do Ateliê Fidalga, em que assumiam o papel de mediar o diálogo e fomentar trocas num processo horizontal de aprendizado mútuo em arte, para o Projeto Fidalga, composto de 4 ateliês coletivos, três salas expositivas, e um programa de residência artística com o objetivo de abrigar exposições experimentais e trabalhos desenvolvidos pelos artistas residentes e artistas convidados.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Sandra Cinto, Albano Afonso https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34028 Residência artística 2021-01-19T19:04:46+00:00 Marcos Moraes ufes.colartes@gmail.com <p>Reflexão, a partir de estudo de caso, sobre possíveis relações entre os processos de investigação e de trabalho em residência artística e a formação artística. Abordagens conceituais e histórica sobre a residência artística, bem como uma tentativa de compreensão de sua perspectiva na atualidade.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Marcos Moraes https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34029 Ressignificações contemporâneas dos imaginários racializados nas artes visuais 2021-01-19T19:10:15+00:00 Daniel Meirinho ufes.colartes@gmail.com <p><strong>:</strong> Este artigo analisa como contra estratégias de contestação representacional feita por artistas visuais contemporâneos negros podem vir a subverter os estereótipos raciais negativos criados e consolidados nas artes visuais. Desenhos, pinturas e fotografias raciais continuam a compor os imaginários e materiais didáticos, currículos escolares no ensino em artes e história aplicados em todo o país. O processo de ressignificação dos imaginários visuais racializados das imagens coloniais de controle amplificam complexidades da cultura afro-brasileira e redefinem narrativas imagéticas até hoje reiteradas. Este trabalho visa identificar como os modos de transcodificação e resistência em produções visuais contemporâneas reinscrevem significações reducionistas a partir de estratégias estéticas decoloniais negras nas artes enquanto práxis transformadora e de questionamentos raciais.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Daniel Meirinho https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/32865 Modos de ser Menina 2020-10-13T15:21:45+00:00 Larissa Fabricio Zanin larissa_zanin@hotmail.com Maria Tereza Aigner Menezes mariamenezes2014@outlook.pt <p>Considerando a necessidade de refletir sobre as imagens que nos cercam cotidianamente e como elas constroem modos de ser e estar no mundo, o artigo apresenta reflexões sobre imagens produzidas por meninas durante uma oficina realizada em uma escola municipal do município de Vitória. Partindo do pressuposto teórico da Cultura Visual e de teóricas feministas, apresenta apontamentos sobre as ficções sociais em torno dos modos de ser menina e como essas constroem normatizações de corpos, comportamentos e práticas sociais do universo feminino, por meio das imagens. Aponta, a partir das análises das produções elaboradas por alunas do ensino fundamental, a importância de uma educação para a cultura visual de modo que as nossas práticas do ver sejam transformadas em leituras críticas e interpretativas de si e do mundo.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Larissa Fabricio Zanin, Maria Tereza Aigner Menezes https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34030 Fecha os olhos e vê 2021-01-19T19:15:47+00:00 Beth Moysés ufes.colartes@gmail.com <p>Beth Moysés, por meio de suas lembranças, narra suas proposições artísticas realizadas desde 1994 no Brasil e no exterior. Com riqueza de detalhates descreve suas obras, como objetos, fotografias, videos, instalações e performances com as quais&nbsp; em participando de exposições individuais e coletivas, em curadorias que giram em torno de questões sobre mulher,&nbsp; eminismo e a violência doméstica. A imersão na linguagem levou-a a trabalhar com coletivos artísticos, com mulheres voluntárias, muitas delas&nbsp; ítimas da violência em colaboração com Casas Abrigo do mundo todo.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Beth Moysés https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34031 O guardião da vila de Lapinha da Serra 2021-01-19T19:23:41+00:00 Alexandre Romariz Sequeira ufes.colartes@gmail.com <p>A partir de uma proposição artística de natureza relacional, o presente artigo trata das possíveis intersecções entre o ato de viver e o ato de criar. Interessa-me analisar a dissociação entre os limites do “sujeito empírico” e do “sujeito artista”, como também o entendimento da experiência poética sob a égide de uma estética da reflexão<em>, </em>que não esgota seu entendimento numa simples apreensão formal, mas convida quem dela participa a desvelá-la a partir de relações associativas com suas referências de mundo.</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Alexandre Romariz Sequeira https://portaldepublicacoes.ufes.br/farol/article/view/34034 Apresentação 2021-01-19T19:48:14+00:00 Editores ufes.colartes@gmail.com <p>Os trabalhos de produção, edição e divulgação de conhecimento especializado estão no cerne das disputas e atritos que marcam essas primeiras décadas do século XXI. Compreender como conhecimentos nascem no interior das academias se tornou algo tão necessário e extenso quanto a tarefa de fazer com que os frutos de pesquisas cheguem à sociedade. O aumento do questionamento público sobre os saberes científicos é relativo à distância que as ciências construíram entre os pesquisadores e o mundo externo aos muros das universidades. [...]</p> 2021-01-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Editores