Navegante

os caminhos para a experiência estética na arte/educação

Autores

  • Rafaela Pupin de Oliveira FAAC, UNESP Bauru
  • Eliane Patricia Grandini Serrano FAAC, UNESP Bauru

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v17i24.36408

Palavras-chave:

experiência estética, arte/educação, mediação, processo criativo

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão sobre as possibilidades poéticas e educativas da experiência estética, uma forma particular de interação com objetos artísticos, tanto do ponto de vista da fruição como do fazer poético. Ambos podem ser explorados pelo arte/educador, como mediador, pesquisador e agente em processos criativos. Estes aspectos são explorados pela metáfora do navegante, o qual é conceituado como sujeito que é desafiado a criar seu próprio caminho para vivenciar a experiência. Os conceitos teóricos, o olhar poético e suas relações evidenciam a importância do “navegar” em momentos desafiantes como o de pandemia. Identifica-se o processo orgânico e subjetivo da experiência, o papel do professor-artista, a educação estética e o potencial da arte na formação do ser humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafaela Pupin de Oliveira, FAAC, UNESP Bauru

Licenciada em Artes Visuais pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, da UNESP de Bauru. De 2016 a 2020 foi bolsista do Programa de Iniciação Científica Pró-Talentos da Prograd - Unesp, na qual se desenvolveram pesquisas na área de arte-educação. Participou de 2016 a 2018 do Projeto de Extensão Universitária UNATI (Universidade Aberta à Terceira Idade) - Rejuvenescendo com Arte, e de 2017 a 2018 participou do Grupo de Estudos do Polo Bauru FAAC/Unesp Arte na Escola como monitora voluntária. É professora contratada de Arte na Rede Municipal de Ensino de Fernandópolis-SP (2021). Tem interesse nas áreas de arte-educação, mediação em arte e cultura, e poéticas da ilustração

Eliane Patricia Grandini Serrano, FAAC, UNESP Bauru

Possui graduação em Educação Artística Habilitação em Artes Plásticas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1990), mestrado em Projeto, Arte e Sociedade pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1997) e doutorado em Letras - Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003). Atualmente é regime de dedicação integral à docência da Universidade Estadual Paulista - FAAC - Bauru. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: arte, artes plásticas, artes visuais, educação e arte-educação.

Referências

ALMEIDA, Célia Maria de Castro. Ser artista, ser professor: Razões e paixões do ofício. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

BARBOSA, Ana Mae. John Dewey e o Ensino de arte no Brasil. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

CARLESSO, Dariane; TOMAZETTI, Elisete Medianeira. as condições de (im)possibilidade da experiência em John Dewey e Jorge Larrosa: algumas aproximações. Revista Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 19, n. 2, p. 75-97, jul./dez. 2011. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/2204. Acesso em: 20 de ago. 2020.

CURI, Fernanda. “Ricardo Basbaum, um artista-etc”. Bienal, 2012. Disponível em: http://www.bienal.org.br/post/551. Acesso em: 22 de ago. 2020.

DEWEY, John. Arte como Experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

GREUEL, Marcelo da Veiga. Da" Teoria do Belo" à" Estética dos sentidos": reflexões sobre Platão e Friedrich Schiller. Anuário de Literatura, v. 2, n. 2, p. 147-155, 1994.

KASTRUP, Virgínia; GRINSPUM, Denise; TEIXEIRA, Guilherme; GIDALI, Marika; COUTINHO, Rejane. Entre o encontro e a provocação: a ação mediadora. In: MARTINS, Mirian Celeste; EGAS, Olga e SHULTZE, Ana Maria (org.) Mediando [con]tatos com arte e cultura. São Paulo: Pós-graduação do Instituto de Artes/Unesp, 2007, p. 41-60.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista brasileira de educação, n. 19, p. 20-28, 2002.

MARTINS, Mirian Celeste, DEMARCHI, Rita. Mediação cultural: entre sujeitos/corpos/experiências estéticas. Revista Digital Arte Educação-Cultura-Formação-Comunicação-Produção. V. 8. n. 17. julho, 2016.

LOYOLA, Geraldo F; PIMENTEL, Lúcia G. Professor-artista-professor: Reflexões Estéticas Sobre o Ensino-aprendizagem em Arte. In: Seminário da Pós-Graduação em Artes na UFMG: Pesquisas em Andamento. 1. 2015, Belo Horizonte. Anais… Belo Horizonte: SEPOGA, 2015.

MARTINS, Mirian Celeste; PICOSQUE, Gisa. Mediação cultural para professores andarilhos na cultura. São Paulo: Intermeios, 2012.

PONTES, Gilvânia Maurício Dias de. Reflexões sobre a experiência estética na educação. Revista GEARTE, v. 2, n. 2, p. 203-212, ago. 2015. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/gearte. Acesso em: 20 de ago. 2020.

QUINTÁS, Alfonso López. Estética. EDIÇÃO Petrópolis: Vozes, 1993.

VASCONCELOS, Edmilson Vitória de. As poéticas pedagógicas do artista-professor. In: RAMALHO, Sandra Regina; OLIVEIRA, Sandra Marcowiecky (Orgs). Encontro Nacional da ANPAP, 16, 2007, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UDESC, 2007. p.791-799.Disponível em: http://anpap.org.br/anais/2007/2007/artigos/080.pdf. Acesso em 05 de ago. 2020.

Downloads

Publicado

2021-09-21

Como Citar

Oliveira, R. P. de ., & Serrano, E. P. G. . (2021). Navegante: os caminhos para a experiência estética na arte/educação. Revista Farol, 17(24), 174–182. https://doi.org/10.47456/rf.v17i24.36408

Edição

Seção

Artigos