Experiência Poética, Contemporaneidades e Resgate da Poesia em Língua d'Oc

Autores

  • Jean-Luc Pouliquen
  • Gaspar Paz PPGA-UFES

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v1i15.13447

Resumo

Entrevista conceidida a Gaspar Paz.
“Viver antes de escrever. Mergulhar profundamente na poesia, com o desejo de deixar estilhaços sobre a página” (Pouliquen, p. 122). Eis a verve poética revelada pelo poeta francês Jean-Luc Pouliquen, que desde cedo se pôs a viajar no movimento das palavras, imagens, ações, sonoridades e sentidos. É nessa construção vivida que o escritor encontra a mistura dos materiais e culturas que tecem seus poemas. Marcado pela estética surrealista e pela geração Beat, Pouliquen se deixa invadir pelas linguagens artísticas contemporâneas e escreve “em travelling, com zoom, no contra-plano” (Idem, p.76) apreendendo também as memórias indeléveis da tradição dos poetas de língua d’Oc, da escola de Rochefort e da filosofia de Gaston Bachelard, cujas obras ele resgata em excelentes edições. Com formação em ciências políticas, atuante na crítica literária, nosso autor transita também pelo terreno musical. É com essa bagagem e astúcia crítica que ele expõe suas opiniões sobre poesia, filosofia, música, cultura, educação, variedades e política, numa entrevista envolvente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-29

Como Citar

Pouliquen, J.-L., & Paz, G. (2016). Experiência Poética, Contemporaneidades e Resgate da Poesia em Língua d’Oc. Revista Farol, 12(15), 108–114. https://doi.org/10.47456/rf.v1i15.13447

Edição

Seção

Entrevistas