https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/issue/feed Dimensões 2020-07-15T04:33:50-03:00 Profa. Dra. Patrícia Merlo revistadimensoes@ufes.br Open Journal Systems Dimensões – Revista de História da Ufes é um periódico semestral voltado para a divulgação de pesquisas inéditas sob a forma de dossiês ou artigos livres, publicando também resenhas de lançamentos recentes. https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/19428 Entre o passado e o futuro: retrotopias, utopias e distopias 2018-04-02T10:43:22-03:00 Hugo Hruby hugohruby@gmail.com <p>Resenha crítica do livro:</p><p align="center">BAUMAN, Zygmunt.<em> Retrotopia</em>. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Zahar, 2017. 164 p.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/28055 Laços de sangue, posicionamentos opostos: considerações sobre as trajetórias dos irmãos Heráclito e Odon Cavalcanti Carneiro Monteiro (Paraíba e Rio Grande do Sul, primeiras décadas do século XX) 2019-11-16T18:38:23-03:00 Rodrigo Luis dos Santos rluis.historia@gmail.com <p>Nosso objetivo neste artigo é, através das trajetórias de Heráclito e Odon Cavalcanti Carneiro Monteiro, irmãos que atuaram politicamente nos estados da Paraíba e Rio Grande do Sul, respectivamente, compreender o processo de inserção e articulação social e política no Brasil da Primeira República (1889-1930) e da Era Vargas (1930-1945). A utilização crítica do recurso biográfico, nos últimos anos, tem se constituído um importante e frutífero modo de se analisar determinados aspectos de uma sociedade, acompanhando a trajetória dos sujeitos escolhidos e suas relações com o meio no qual estavam vinculados. Deste modo, acreditamos que este trabalho tem uma dupla contribuição: colaborar para a demonstração do uso historiográfico da biografia e lançar luzes sobre o fazer política no Brasil das primeiras décadas do século XX.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/21585 Imigrantes portugueses, sociedade comercial e esquemas matrimoniais no Brasil Meridional: o início da trajetória de Agostinho José Pereira Lima no município de Morretes (Província de São Paulo, 1841-1851) 2018-10-08T14:19:10-03:00 André Luiz Moscaleski Cavazzani lucasonobraga@gmail.com Sandro Aramis Richter Gomes argomes8@gmail.com <p>O presente artigo comporta uma investigação sobre o processo de inserção do português Agostinho José Pereira Lima (1816-?) no município paulista de Morretes em um recorte temporal que abrange os anos de 1841 e 1851. O objetivo deste estudo é a produção de um conhecimento sobre as formas mais convencionais de absorção e mobilidade social de imigrantes portugueses no extremo sul da Província de São Paulo na primeira metade do século XIX. Neste artigo é realizada a sustentação de três argumentos. Primeiro, compete demonstrar que a inserção de portugueses em município do litoral paulista era frequentemente uma consequência do insucesso do projeto de se enraizar na cidade do Rio de Janeiro. Tal insucesso foi uma experiência compartilhada por portugueses que eram residentes no litoral sul de São Paulo e pertenciam a diferentes gerações. Segundo, é evidenciado que a constituição de vínculos familiares com uma parentela de origem portuguesa foi de importância fundamental para a consolidação do pertencimento de Agostinho Lima naquele município. Terceiro, é demonstrado que a atuação no comercio varejista foi um fator decisivo para Lima manter vínculos sociais com parentelas de origem portuguesa que pertenciam à elite social daquele município.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/19047 Entre o idealismo e a repressão: Dinaelza Santana e a Guerrilha do Araguaia 2018-02-25T14:35:15-03:00 Ary Albuquerque Cavalcanti Junior academicoary@gmail.com <p>O presente artigo, fruto de reflexões oriundas de minha dissertação defendida em 2013, busca apresentar brevemente a trajetória politica de Dinaelza Santana Coqueiro, baiana natural de Vitoria da Conquista, interior da Bahia e que adentrou o projeto revolucionário do Partido Comunista do Brasil em meados da década de 70, conhecido popularmente como Guerrilha do Araguaia. Este trabalho também procura problematizar onde estão os estudos sobre as mulheres no período ditatorial, mais precisamente nas guerrilhas, haja vista que além de Dinaelza, mais quinze mulheres participaram e poucos as conhecem. Assim, levando em consideração as subjetividades que permeiam memorias, reconstruções de trajetórias, buscamos ainda que de forma sucinta contribuir para reflexões e para o surgimento de novos trabalhos sobre o tema.</p><div> </div> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/21078 “Não pode ser uma vestal a moça que passeia com namorados”: abusos sexuais contra meninas menores de idade em Rio Branco, Acre (1950-1953) 2018-08-19T23:16:23-03:00 Daniel da Silva Klein danieldasilvaklein1984@gmail.com O texto aborda o problema dos abusos sexuais contra meninas menores de idade em Rio Branco, então capital do Território Federal do Acre, entre os anos de 1950 e 1953. Foram levantados processos judiciais no Arquivo Histórico do Tribunal de Justiça do Acre que tratam desse tema, onde se verificou que as agredidas eram pobres e em muitos casos, órfãs. Discute-se, nesse sentido, as questões relacionadas ao contexto de produção dessas violências, caracterizando-as dentro dos conflitos envolvendo o silenciamento das vítimas. Tais lógicas são fruto das violências de gênero e perpassam os limites das classes sociais, evidenciando redes de proteção dos agressores, que são criadas por homens. Como pano de fundo discutem-se teoricamente as questões envolvendo a validade das falas dessas garotas, dando enfoque a um debate acerca da compreensão das verdades presentes nas narrativas 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/31606 Apresentação 2020-07-15T04:28:54-03:00 Josemar Machado de Oliveira lucasonobraga@gmail.com Ueber José de Oliveira lucasonobraga@gmail.com <p>Apresentaçao do dossiê 44 da Dimensões.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/31607 Opinião pública na Europa e no Brasil: das origens da expressão à materialização tardia 2020-07-15T04:33:50-03:00 Josemar Machado de Oliveira lucasonobraga@gmail.com Ueber José de Oliveira lucasonobraga@gmail.com <p>O presente artigo tem por objetivo discorrer acerca do conceito de opinião pública, que surgiu nos países da Europa Ocidental durante os séculos XVI a XVIII, período também conhecido como Antigo Regime. Parte-se do pressuposto de que o advento da opinião pública, pensada como espaço privilegiado de ação política, representou algo de grande impacto, razão pela qual o conceito tornou-se, para muitos, fundador da própria modernidade. Este trabalho também procura compreender a formação e materialização da opinião pública no Brasil, que ocorreu de maneira tardia e retardatária, graças à tradição autoritária do país, verificada desde o processo de formação do seu Estado Nacional.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/28283 Construindo a nação com estrangeiros 2019-12-21T17:14:45-03:00 Júlia Gregory jlgregory@universo.univates.br <p>O processo de construção dos Estados Nacionais ocorrido na América Espanhola, durante o século XIX, foi pautado por ideais europeus que entendiam a América Latina como um lugar de barbárie. Para mudar essa imagem, os novos países latino-americanos buscaram atrair imigrantes europeus que pudessem aumentar a população, melhorando-a e ensinando-a a ser civilizada. O objetivo deste artigo é mostrar de que modo a imigração europeia foi encarada como uma alternativa em vários países que se encontravam em situações semelhantes e que tinham o propósito de alcançar a modernidade. O resultado dessa iniciativa foi um crescimento populacional explosivo e um impulso no desenvolvimento econômico, tendo como contrapartida intensas crises sociais provocadas pela exclusão dos indígenas e das classes populares.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/23323 O ethos revolucionário da esquerda armada brasileira: o caso do Movimento Revolucionário 8 de Outubro. 2019-01-22T10:52:38-02:00 Higor Codarin higor.codarin@gmail.com <p>Este artigo tem por objetivo analisar a constituição de um ethos revolucionário pelos militantes da esquerda armada brasileira, em específico, por intermédio da trajetória do Movimento Revolucionário 8 de Outubro. Através do conceito de geração proposto pelo historiador Jean-François Sirinelli, buscamos compreender como os militantes da esquerda armada, constituintes da geração de 1968, ao optarem pelo enfrentamento armado à ditadura civil-militar brasileira, construíram uma perspectiva revolucionária coletiva e individual, consolidando uma maneira específica de agir, baseada em valores éticos.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/24802 Integração nacional no Brasil: as grandes rodovias da Amazônia (1970-1979) 2019-05-14T17:47:10-03:00 Dulce Portilho Maciel dportilho@uol.com.br Lígia Maria de Carvalho ligiasun2@gmail.com Fernando Lobo Lemes fernando.lemes@ueg.br <p>Fundamentado em fontes impressas produzidas ainda no calor dos acontecimentos, o presente trabalho trata da implantação de grandes estradas de rodagem na região da Amazônia, durante a déca da de 1970, sob o regime civil-militar instaurado no Brasil a partir de 1964. O texto apresenta algumas vicissitudes sofridas pela rodovia Transamazônica, a partir do início de sua construção, em 1970, até os dias atuais. Enfatiza a etapa inicial de sua implantação, principalmente quanto às funções que lhe caberia desempenhar, a serviço de diferentes estratégias governamentais. Este modelo de gestão, baseado em grandes projetos de investimento contribuiu largamente para a conformação de um espaço nacional integrado, ainda que profundamente desigual.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/21705 E agora Reagan? O caso Irã-contras nas páginas da revista Veja (1986-1987) 2018-10-27T11:07:16-03:00 David Anderson Zanoni david_zanoni@hotmail.com <p>Em 1986 um escândalo político internacional abalaria a dita credibilidade do governo Ronald Reagan nos Estados Unidos. Tratava-se da negociação secreta de armas com membros do governo do Irã e o desvio de dinheiro, obtido com a venda das armas, para financiamento das ações do grupo paramilitar da Nicarágua, os contras. O evento foi comparado ao caso Watergate em 1953, no governo de Richard Nixon, quando na ocasião houve a renuncia de Nixon ao cargo de presidente pouco tempo depois. Os desdobramentos deste episódio da recente história política dos Estados Unidos foram noticiados no mundo inteiro, e, propomos neste artigo, a análise dos fatos reportados pela revista semanal Veja, que acompanhou os desdobramentos do processo de investigação acerca dos fenômenos históricos já referidos. A luz do perfil editorial e ideológico do semanário, objetivamos analisar como o periódico noticiou no Brasil o tenso momento político estadunidense.</p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões https://portaldepublicacoes.ufes.br/dimensoes/article/view/20929 Intelectuais e resistência política na revista de exílio Araucaria de Chile 2018-08-07T12:31:22-03:00 Raphael Coelho Neto raphaelcneto@yahoo.com.br <p>Neste artigo, analisamos a noção de intelectual presente na revista cultural <em>Araucaria de Chile</em> (1978-1990). Para tanto, torna-se essencial a observação das condições históricas de produção da revista, criada por intelectuais chilenos exilados, em um contexto de ditaduras militares no Cone Sul - com ênfase no repressivo e violento governo de Augusto Pinochet (1973-1990). Tais condições dotaram a revista de um caráter de resistência política e, evidentemente, influíram sobre as acepções de seus colaboradores, marcadamente de esquerda, a respeito da função política e social do intelectual latino-americano, qual o seu efetivo papel no exílio e diante de governos autoritários.<strong></strong></p> 2020-07-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Dimensões