Construindo a nação com estrangeiros

Autores

  • Júlia Gregory Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Resumo

O processo de construção dos Estados Nacionais ocorrido na América Espanhola, durante o século XIX, foi pautado por ideais europeus que entendiam a América Latina como um lugar de barbárie. Para mudar essa imagem, os novos países latino-americanos buscaram atrair imigrantes europeus que pudessem aumentar a população, melhorando-a e ensinando-a a ser civilizada. O objetivo deste artigo é mostrar de que modo a imigração europeia foi encarada como uma alternativa em vários países que se encontravam em situações semelhantes e que tinham o propósito de alcançar a modernidade. O resultado dessa iniciativa foi um crescimento populacional explosivo e um impulso no desenvolvimento econômico, tendo como contrapartida intensas crises sociais provocadas pela exclusão dos indígenas e das classes populares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-15

Edição

Seção

Dossiê “Opinião pública e instituições políticas nos períodos moderno e contempo