A questão da manipulação do sujeito Ângela no conto “O Legado” de Virginia Woolf: uma análise semiótica

Josenildo Ferreira Teófilo da Silva

Resumo


Resumo: O objetivo central deste artigo é discutir, dentro de uma perspectiva semiótica de base greimasiana, como a personagem Ângela, do conto “O Legado”, da escritora inglesa Virginia Woolf (1882-1941), sofre um processo de manipulação por parte de dois sujeitos-destinadores do fazer-persuasivo, seu marido, Gilbert Clandon, e seu amante, conhecido apenas pelas letras iniciais B. M.. Dessa forma, queremos analisar como ocorre essa manipulação até seu encadeamento final, um fazer representado pelo suicídio da protagonista, por meio de um entrecruzamento de programas narrativos, proporcionado pelo seu próprio diário, deixado ao marido como um legado, destacando, assim, as várias oposições semânticas que vão sendo construídas ao longo de sua leitura.

Palavras-chave: Ângela; Manipulação; Legado; Virginia Woolf.

 

Resumen: El objetivo principal de este artículo es discutir, en una perspectiva semiótica de base greimasiana como el personaje de Angela, en el cuento “El Legado”, de la escritora inglesa Virginia Woolf (1882-1941), sufre un proceso de manipulación por dos sujetos-destinadores de lo hacer persuasivo, su marido, Gilbert Clandon, y su amante, conocido sólo por las letras iniciales B. M.. De esta manera, queremos analizar cómo ocurre esta manipulación hasta su encadenamiento final, un hacer representado por el suicidio de la protagonista, mediante un entrecruzamiento de programas narrativos, proporcionado por su proprio diario, dejado a su marido como legado, destacando, así, las varias oposiciones semánticas que son construidas a lo largo de su lectura.

Palabras clave: Angela; Manipulación; Legado; Virginia Woolf.

 

Abstract: The main objective of this article is to discuss, in a semiotic perspective of greimasian basis, how the character Angela, in the short story "The Legacy ", of the English writer Virginia Woolf (1882-1941), undergoes a process of manipulation by two subject-destinators of a persuasive making, her husband, Gilbert Clandon, and her lover, known only by the initial letters B. M.. This way, we want to analyze how this manipulation happens until to its final thread, a making represented by the suicide of the protagonist, by through an interweaving of narrative programs provided by her own diary, left to her husband as a legacy, pointing out, this way, the variety of semantic oppositions that are being built throughout its reading.

Keywords: Angela; Manipulation; Legacy; Virginia Woolf.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Diana Luz Pessoa de (1990). Teoria semiótica do texto. São Paulo: Ática.

FIORIN, José Luiz (2005). Elementos de análise do discurso. São Paulo: Contexto.

WOOLF, Virginia (2014). “Ficção moderna”. In: O valor do riso e outros ensaios. Trad. de Leonardo Fróes. São Paulo: CosacNaify.

______. (1984). “O Legado” In: Uma casa assombrada. Trad. de José Antônio Arantes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




_____________

ISSN: 2316-1620

_____________

QUALIS:

Interdisciplinar B2

Administração B3

História B3

Sociologia B4

Antropologia B4

Ciência Política B5

____________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES e DIRETÓRIOS

                                                

                                            

                                

   ____________________________________________________________________________________________________
NAS REDES SOCIAIS:
 
       

____________________________________________________________________________________________________

ciências humanas e sociais