REFLEXOS DA COMPREENSÃO DE FATORES MULTIMODAIS NA ESCRITA ESCOLAR

Mônica Magalhães Cavalcante, Suelene Silva Oliveira

Resumo


O propósito desse trabalho é analisar o nível de compreensão que alunos do 9º ano do ensino fundamental tiveram ao assistirem ao curta-metragem Vida Maria, de Márcio Ramos, e os fatores multissemióticos que reconheceram, ainda que intuitivamente, para a recategorização dos referentes. Para isso, coletamos respostas de entrevistas feitas a esses alunos, cujos depoimentos compuseram nosso corpus. Em nosso estudo, assumimos os pressupostos fundamentais da Gramática do Design Visual (GDV), postulados por Kress e van Leeuwen (2006), no âmbito da Semiótica Social. Além disso, demonstramos os efeitos de sentido obtidos, no texto verbo-audiovisual, com o uso de diferentes formas de introdução de referentes (SILVA, 2013; OLIVEIRA, 2014). Constatamos que os significados foram produzidos, distribuídos, recebidos, interpretados e reproduzidos através de uma série de modos comunicativos e representacionais – cores, olhares, imagem, por exemplo –, e não somente através da linguagem escrita ou falada. Os modos semióticos são, portanto, moldados através dos seus usos culturais, históricos, cujos significados são sociais, isto é, constituídos pelas normas e regras operadas pelas condições de produção do signo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 PERcursos Linguísticos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

This work is licensed under a Creative Commons  Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 Internacional (CC BY-NC-ND 4.0). For more information about the license:https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/