Estudo historiográfico de dissertações de mestrado sobre o português falado em Minas Gerais

Eduardo Tadeu Roque Amaral

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise historiográfica de dissertações de mestrado que analisam dados do português falado em Minas Gerais. A pesquisa está baseada em pressupostos teóricos da Historiografia da Linguística, associados com estudos sobre a construção de uma identidade "mineira”. Compõem o corpus 68 dissertações defendidas na Faculdade de Letras da UFMG entre os anos de 1980 e 2010. Entre os resultados, verificamos um grande aumento de pesquisas sobre o português oral nos anos 2000, bem como uma prevalência de estudos com dados de Belo Horizonte e do seu entorno. Defendemos que os resultados se relacionam com a construção de uma "mineiridade", a qual se manifesta, nos estudos linguísticos contemporâneos, como uma busca pela identificação do "mineirês".

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista (Con) Textos Linguísticos


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.