Construção dos sentidos e corpo, saúde e doença em distintos contextos sócio-culturais

Marta Inês Brunelli Caretta

Resumo


Este trabalho visa compreender os limites, impasses entre os discursos e práticas que atravessam as políticas da saúde do município de Vitória-ES, especificamente as desenvolvidas pela Unidade de Saúde da Fonte Grande, e os modos de construção social da pessoa, da saúde e da doença em dois grupos de classes populares localizados nos morros do centro da cidade- Piedade e Fonte Grande, apontando a necessidade de aprofundamento de estudos em antropologia da saúde acerca dos universos simbólicos que sustentam os distintos sentidos destes saberes e práticas institucionais e dos segmentos sociais. Não considerar estas diferenças é perpetuar a dominação e validação de um modelo cultural sobre o outro.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.