O movimento estudantil capixaba durante a ditadura militar : o ano de 1968

Leandra Nascimento Fonseca

Resumo


Durante a Ditadura Civil Militar Brasileira (1964-1985), o Movimento Estudantil ocupou um espaço destacado na resistência ao regime autoritário, através de uma série de manifestações, coordenadas pela União Nacional dos Estudantes (UNE), os militantes estudantis denunciaram os problemas da educação e expuseram o lado mais sombrio do regime. Em conseqüência, tornaram-se alvo do aparato repressivo do Estado brasileiro.  O presente trabalho analisa como o DOPS-ES exerceu a vigilância e repressão ao movimento estudantil capixaba em 1968. Utilizamos como fonte nessa investigação uma série de documentos e fotografias produzidas pela Policia Política Capixaba, procurando observar como o movimento estudantil capixaba reagiu aos acontecimentos de 1968 e as prisões em Ibiúna.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.