Política Externa e instituições democráticas no governo Lula: politização, interpretações divergentes e ensaios de opinião pública

Dhiego de Moura Mapa

Resumo


O desenvolvimento das instituições democráticas, desde os anos 90, tem reestruturado o processo decisório da diplomacia nacional, gerando a politização da política externa. O ápice do movimento afigurou-se ao longo do governo Lula, haja vista as percepções divergentes acerca do pragmatismo/acerto ou ideologização/equívoco da conduta externa brasileira. O acompanhamento do debate é o objetivo do presente trabalho, cuja pesquisa se arvorou nas diferentes opiniões emitidas acerca do projeto de inserção internacional do governo Lula, por diversos setores sociais (burocratas ligados ao Itamaraty, pesquisadores acadêmicos e jornalistas). Os dados coletados permitem perceber que a politização da política externa se aprofunda e atinge, inclusive, setores ligados ao processo decisório em política externa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.