CLASSE HOSPITALAR: SISTEMÁTICA DE ATUAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO

Jucélia Linhares Granemann

Resumo


Este artigo objetiva discorrer sobre o funcionamento e estruturação da classe hospitalar, serviço especializado que visa a assegurar a continuidade do processo acadêmico de crianças e adolescentes hospitalizados e/ou em tratamento de saúde, que se encontram impossibilitados de partilhar das experiências sociointelectivas da família, da escola e seu grupo social. É destinada, em geral, a alunos matriculados na educação infantil, no ensino fundamental e no ensino médio. Nesse contexto, efetiva-se uma proposta pedagógico-educacional, utilizando metodologias, recursos e formas de avaliação específicas a cada aluno, respeitando as condições físicas, cognitivas, sociais e emocionais dele, independentemente da patologia ou do tempo de internação. Nesse processo, os conhecimentos, que se desencadeiam na escola e nos demais contextos da sociedade, continuam a ser construídos, vindo a somar a um todo dentro do universo de repertórios e domínios estabelecidos.

 


Texto completo:

PDF

Referências


APPLE, S. Siempre es tiempo de aprender. Declarado do Interés Educativo. Buenos Aires, Argentina: Ministerio del Interior – Subsecretaria de Relaciones con la Comunidad, Ministerio de Cultura y Educación de la Nación, 2000.

BORBA, R. I. H. A asma infantil e o mundo social e familiar da criança. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2003.

BORBA, R. I. H.; SARTI, C. A. A asma infantil e o mundo social e familiar da criança. Rev Bras Alerg Imunopatol., v. 28, n. 5, p. 249-254, set./out. 2005.

BRASIL. Constituição (1988). [da] República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

_______. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Resolução CNE/CEB nº 2. Diário Oficial da União, Brasília, 11 set. 2001.

______. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 1990. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2016.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, dez. 1996.

______. Resolução n° 41, de 13 de outubro de 1995. Direitos da criança e do adolescente hospitalizados. Brasília: Imprensa Oficial, 1995.

______. Secretaria de Educação Especial. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Brasília: MEC; SEESP, 2002.

______. Política nacional de educação especial. Brasília: MEC/SEESP, 1994.

CALADO, K. R. M. O trabalho pedagógico no ambiente hospitalar: espaço em construção. In: RIBEIRO, M. L. R. C. (Org.). Educação especial: do querer ao fazer. São Paulo: Avercamp, 2003.

CECCIM, R. B. Classe hospitalar: encontros da educação e da saúde no ambiente hospitalar. Pátio Revista Pedagógica, v. 3, n. 10, p. 41-44, 1999.

CECCIM, R. B.; CARVALHO, P. R. A. Criança hospitalizada: atenção integral como escuta a vida. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 1997.

FONSECA, E. S. da. A situação brasileira do atendimento pedagógico-educacional hospitalar. 2006 [citado em jun. 2007]. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

______. Atendimento pedagógico-educacional de bebês especiais no ambiente hospitalar. Temas sobre Desenvolvimento, v. 9, n. 49, p. 9-15, 2000.

______. Atendimento pedagógico-educacional para crianças e jovens hospitalizados: realidade nacional. Revista Integração, Brasília: MEC/SEESP, ano 9, n. 21, p. 31-39, 1999.

______. Educador em plantão: aulas em hospitais asseguram continuidade dos estudos e desempenham papel fundamental na recuperação de alunos internados. Revista Educação, v. 6, n. 7, p. 18-22, 2003.

______. Implantação de espaço escolar para crianças hospitalizadas. Revista Brasileira de Educação, v. 8, n. 2, p. 205-222, 2002.

FONSECA, E. S. da; CECCIM, R. B. Atendimento pedagógico-educacional hospitalar: promoção do desenvolvimento psíquico e cognitivo da criança hospitalizada. Temas sobre Desenvolvimento, v. 7, n. 42, p. 24-36, jan./fev. 1999.

FONTES, R. de S. Da classe à pedagogia hospitalar: a educação para além da escolarização. Linhas, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 72-92, jan./jun. 2008.

______. O desafio da educação no hospital. Revista Presença Pedagógica, v. 2, n. 64, p. 21-29, jul./ago. 2005. Disponível em: . Acesso em: 25 out. 2011.

FREITAS, S. N.; ORTIZ, L. C. M. Classe hospitalar: caminhos pedagógicos entre saúde e educação. Santa Maria: Ed. UFSM, 2005.

______. Classe hospitalar: um olhar sobre sua práxis educacional. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 82, n. 200/201/202, p. 70-77, jan./dez. 2001.

FUNGHETTO, S. S.; FREITAS, S. N.; OLIVEIRA, V. F. Classe hospitalar: uma vivência através do lúdico. Pátio Revista Pedagógica, ano 3, n. 10, 1999.

GOMES, A. M. T.; CABRAL, I. E.; SCHILKOWSKY, L. B. Crianças com HIV/AIDS de uma unidade ambulatorial pública: Rio de Janeiro, Brasil, 2003: conhecendo seu perfil. Rev Soc Bras Enf Ped., v. 4, n. 2, p. 55-68, dez. 2004.

KAPELAKI, U. et al. A novel idea for an organized hospital/school program for children with malignancies: issues in implementation. Pediatric Hematology and Oncology, Washington, v. 20, n. 2, p. 79-87, 2003.

LEITÃO, M. S. O psicólogo e o hospital. Porto Alegre: Sagra, 1990.

LIMA, C. C. F.; PALEOLOGO, S. de O. A. Pedagogia hospitalar: a importância do apoio pedagógico dentro dos hospitais para jovens e crianças. e-Faceq, ano 1, n. 1, 27 p., jun. 2012.

MATOS, E. L. M.; MUGIATTI, M. T. F. Pedagogia hospitalar: a humanização integrando educação e saúde. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

MEDEIROS, J. G.; GABARDO, A. A. Classe hospitalar: aspectos da relação professor-aluno em sala de aula de um hospital. Interação em Psicologia, v. 8, n. 1, p. 67-79, 2004.

MUNHOZ, M. A.; ORTIZ, L. C. M. Um estudo da aprendizagem e desenvolvimento de crianças em situação de internação hospitalar. Revista Educação: Pessoa, Saúde e Educação, Porto Alegre, RS: Editora PUC, v. 1, n. 58, ano 29, p. 65-83. jan./abr. 2006.

OLIVEIRA, L. M. de; FILHO, V. C. de S.; GONÇALVES, A. G. Classe hospitalar e a prática da pedagogia. Revista Científica Eletrônica de Pedagogia, ano 1, n. 11, n. p., jan. 2008.

PAULA, E. M. A. T. de. Crianças e professores em hospitais: aprendizes especiais na diversidade dos contextos hospitalares. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 11., 2002, Goiânia. Igualdade e diversidade na educação. Anais eletrônicos... Goiânia, maio 2002.

PAULA, E. M. A. T.; MATOS, E. L. M. Educação da criança hospitalizada: as várias faces da pedagogia no contexto hospitalar. Cadernos Cedes, Campinas, v. 27, n. 73, p. 253-255, 2007.

PEREIRA, S. R. (Re)construindo o hospital: a ótica da criança portadora de doença renal crônica. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 1999.

ROCHA, S. M.; PASSEGGI, M. C. Classe hospitalar: um espaço de vivências educativas para crianças e adolescentes em tratamento de saúde. Revista @mbiente Educação, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 113-121, 2010.

SACOOL, C. S.; FIGHERA, J.; DORNELES, L. Hospitalização infantil e educação: caminhos possíveis para a criança doente. Revista Vidya, Santa Maria, v. 24, n. 42, p. 181-190, 2004.

SANDRONI, G.A. Classe hospitalar: um recurso a mais para a inclusão educacional de crianças e jovens. Cadernos da Pedagogia, ano 2, v. 2, n. 3, jan./jul. 2008.

SOARES, M. R. Z. Hospitalização infantil: análise do comportamento da criança e do papel da psicologia da saúde. Pediatria moderna, v. 37, n. 11, p. 630-632, nov. 2001.

ZANOTTO, M. L. B. Formação de professores: a contribuição da análise do comportamento. São Paulo: Educ/FAPESP, 2000.

ZARDO, S. P.; FREITAS, S. N. Educação em classes hospitalares: transformando ações e concepções à luz da teoria da complexidade. Educar em Revista, Curitiba, n. 30, p. 185-196, 2007.

ZOMBINI, E. V. et al. Classe hospitalar: a articulação da saúde e educação como expressão da política de humanização do SUS. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 71-86, mar./jun. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.