A CRIANÇA COM AUTISMO NA ESCOLA: SIGNIFICAÇÕES EM TORNO DA LINGUAGEM ESCRITA

Emilene Coco dos Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo relatar passagens do processo inicial de desenvolvimento da leitura e da escrita de uma criança com autismo na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental. Detém-se, particularmente, nos percursos de simbolização, enfocando o gesto, o desenho e significações construídas em torno da leitura e da escrita. Utiliza uma metodologia qualitativa, que se desenvolveu por meio de um estudo de caso do tipo etnográfico, em um trabalho colaborativo, à luz do aporte teórico e metodológico da perspectiva histórico-cultural, especificamente, nas elaborações construídas sobre o papel do outro e da linguagem na constituição do sujeito. A análise dos dados permitiu a compreensão de que o caminho percorrido pela criança, em relação à apropriação da linguagem escrita, teve momentos de avanços e retrocessos em um movimento não linear. Os dados indicam ainda que as interações verbais e a mediação pedagógica nas atividades de leitura e escrita contribuíram para avanços no desenvolvimento mental da criança com autismo, principalmente em relação à atenção voluntária e o desenvolvimento da percepção, e na apropriação da leitura e da escrita. Aprender a ler e a escrever implica uma capacidade mais refinada de atuar no plano do simbólico e uma relação mais estreita entre o pensamento e a linguagem, o que produz questionamentos sobre a maneira como esse processo ocorre em crianças com diagnóstico de autismo.


Texto completo:

PDF

Referências


BAPTISTA, C. R.; BOSA, C. (Orgs.). Autismo e educação: reflexões e propostas de intervenção. Porto Alegre: Artmed, 2002.

BOSA, C. Autismo: atuais interpretações para antigas observações. In: BAPTISTA, C. R.; BOSA, C. (OrgS.). Autismo e educação: reflexões e propostas de intervenção. Porto Alegre: Artmed, 2002. p. 21-39.

BRASIL, Política Nacional de educação especial. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC/SEESP, 1994.

BRASIL. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Inclusão: Revista da Educação Especial. Brasília: Secretaria de Educação Especial, v. 4, n. 1, jan./jun, 2008. p. 7-17.

BRIDI, F. Educação e autismo: as sutilezas e as possibilidades do processo inclusivo. In: BRASIL. Experiências educacionais inclusivas: Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade. Organizadora: Berenice Weissheimer Roth. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, 2006

CHIOTE, F. de A. B. A mediação pedagógica na inclusão da criança com autismo na educação infantil. 2011. 188 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.

CORREIA, H. C. A inclusão da criança com autismo em uma escola de educação infantil. 2012. 186 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.

CRUZ, T. S. U. R. Acompanhamento da experiência escolar de adolescentes autistas no ensino regular. 2009. 174 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2009.

LURIA, A. R. Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

MARTINS, A. D. F. Crianças autistas em situação de brincadeira: apontamentos para as práticas educativas. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2009.

SANTOS, E. C. Entre linhas e letras de Rafael: estudo sobre a escolarização de uma criança com autismo no ensino comum. 2012. 191 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.

VASQUES, C. K. Um coelho branco sobre a neve: estudo sobre a escolarização de sujeitos com psicose infantil. 2003. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

VASQUES, C. K. Uma leitura sobre o atendimento educacional especializado de alunos com transtornos globais do desenvolvimento: diálogos sobre o acontecer da compreensão. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO ESPECIAL. Prática pedagógica na Educação Especial multiplicidade do atendimento educacional especializado, 6. 2011, Nova Almeida. Anais... Nova Almeida/ES. SNPEE. v. 1. p. 1-16. 1 CD-ROM, 2011.

VIGOTSKI, L. S. Obras escogidas V: fundamentos de defectología. Madri: Visor, 1997.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.