Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Foco: A revista eletrônica “Educação Especial em Debate” publica artigos acadêmico-científicos de pesquisadores e grupos de pesquisa nacionais e internacionais que abordam temáticas referentes à Educação Especial na perspectiva da inclusão escolar.

 Escopo: A revista eletrônica Educação Especial em Debate é uma publicação semestral do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação Especial da Universidade Federal do Espírito Santo. Divulga, fomenta e debate a produção científica na área de Educação Especial, na perspectiva da inclusão escolar, como relatos de pesquisa e resenhas de obras científicas.

 

Políticas de Seção

Artigos - Fluxo Contínuo

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Artigos Dossiê

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Apresentação

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Páginas Iniciais

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Relação de Pareceristas Ad Hoc e Agradecimentos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

REVISTA EDUCAÇÃO ESPECIAL EM DEBATE

Apresentação de colaborações

A Revista Educação Especial em Debate, periódico semestral do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação Especial, vinculado ao Centro de Educação da Universidade Federal do Espírito Santo, publica artigos, resenhas de livros, dossiês e traduções inéditas de autores brasileiros e estrangeiros.

 Os artigos devem apresentar resultados originais de trabalhos de investigação e/ou  de reflexão teórico-metodológica, não sendo permitida  a sua apresentação simultânea para avaliação em outro periódico.

 As resenhas devem efetuar um estudo crítico de textos recentemente publicados ou de obras consideradas clássicas da área. Deve apresentar, obrigatoriamente, a referência as ideias contidas na obra, a metodologia empregada, a relevância do tema, bibliografia completa, esperando-se que contenham comentários e julgamentos sobre e da abordagem para a área, bem como a posição do(s) autor(es) no debate acadêmico.

 As traduções devem vir acompanhadas de uma autorização do autor da obra original ou da editora que publicou o texto. Quando se tratar de obra de domínio público, dispensa-se tal autorização ficando responsável por essas informações o autor da tradução.

  

Avaliação dos Trabalhos

 Os artigos, dossiês e traduções recebidos serão submetidos a uma avaliação por parte da Comissão Editorial, que examinará se cumprem os requisitos temáticos e formais preliminares. Após essa análise, serão encaminhados anonimamente a dois pareceristas ad hoc.

Os pareceristas poderão recomendar a sua aceitação, recusa ou sugerir reformulações. Neste caso, o artigo reformulado retornará à Comissão Editorial, para avaliação final. Os critérios para a seleção de artigos levam em conta, além dos aspectos formais do texto, a originalidade; o alcance dos objetivos propostos; o aprofundamento no tratamento do tema; a análise das fontes com relação ao referencial teórico.

A revista adota o sistema duplo-cego (blind review), de modo a assegurar que os nomes dos pareceristas permaneçam em sigilo, omitindo-se também perante estes os nomes dos autores. As resenhas e entrevistas são avaliadas pela Comissão Editorial. Após a aprovação do trabalho, os autores serão solicitados a enviar autorização de publicação.

A Comissão Editorial informa que o conteúdo expresso nos artigos publicados é de inteira responsabilidade dos seus autores.

 

Periodicidade

A revista Educação Especial em Debate tem periodicidade semestral.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Declaração de Direito Autoral

Revista Cadernos de Pesquisa em Educação utiliza a licença Creative commons attribution 3.0 (creativecommons.org) como base para transferência de direitos, para periódicos de acesso aberto - Open Archives Iniciative (OAI).

A disponibilização é gratuita na Internet, para que os usuários possam ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou referenciar o texto integral dos documentos, processá-los para indexação, utilizá-los como dados de entrada de programas para softwares, ou usá-los para qualquer outro propósito legal, sem barreira financeira, legal ou técnica.

a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

b) Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

c) Autores têm permissão para publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.

 

Indexadores e Bases de dados

Nacionais

PORTAL IBICT

PORTAL PERIÓDICOS CAPES

Portal de periódicos UFES (http://peridicos.ufes.br)

 

Internacionais

Directory of Open Acess Journal (DOAJ, Suíça)